lomadee

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Governo entrega certificados da primeira turma do Iema Couro em Ribeirãozinho


O Governo do Estado está avançando nas ações em prol da cadeia do couro na Região Tocantina. Nesta segunda-feira (5), foram entregues os certificados para a primeira turma dos cursos ofertados pela unidade vocacional do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema), que foi instalada na cidade de Ribeirãozinho, por meio das Secretarias de Estado de Indústria e Comércio (Seinc) e Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), em parceria com o Sindicato das Indústrias de Curtimento de Couros e Peles (SindiCouros).

Ao todo, 77 alunos do curso de artefatos em couro receberam os certificados. Uma iniciativa pioneira na cidade, que conta com um grande potencial de crescimento no setor coureiro, mas que tem como entrave para desenvolvimento, a falta de mão de obra local. Com um polo industrial considerado um dos maiores do Norte/Nordeste, Ribeirãozinho agrega quatro curtumes que, juntos, somam mais de 1.500 postos de trabalho.

“Nós temos a certeza que o governador Flávio Dino deu um dos passos mais importantes no sentido de adensar uma cadeia produtiva no Maranhão. Hoje, estamos fomentando o empreendedorismo, mostrando que é possível processar esse couro aqui e agregar valor a essa matéria prima, transformando essa cidade nos próximos anos em um lugar com um grande potencial para esse produto”, disse o secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo.

Com a implantação da escola, a região poderá se transformar em um polo coureiro atacadista e empregar milhares de pessoas capacitadas por meio de cursos oferecidos pelo Iema. Para o secretário Adjunto de Ciência, Tecnologia e Inovação, André Bello, a presença do Iema em Ribeirãozinho, representa incentivo para o desenvolvimento dos arranjos produtivos locais. “É importante o Iema estar aqui presente, em uma cidade de aproximadamente 20 mil habitantes onde é muito forte a produção do couro. Nós queremos através da qualificação profissional agregar valor a esse produto, e, consequentemente, desenvolver o município, gerando emprego e renda”.

O presidente do SindiCouro, Adão Gonçalves, explica que as ações do Governo, estão contribuindo para o crescimento da região. “Hoje trabalhamos em torno de 8 mil couros/dia, que saia todo daqui, no primeiro estágio. Agora temos parte de acabamento e curtimento e que isso venha a somar junto a essa iniciativa do Governo”.

Oportunidade

Com a qualificação profissional, os alunos estão aptos a confeccionar diversos produtos do setor de couro e calçados. Durante a certificação, vários deles foram expostos, como bolsas, calçados e carteiras.

Para os alunos, o curso é sinônimo não só de oportunidade, mas também está dando a chance de muitos serem donos do próprio negócio, contribuindo para o desenvolvimento local.

Keila Soares é um exemplo disso. Antes ela trabalhava como professora, mas após o curso, pretende mudar de ramo e também de vida. “É uma oportunidade de liberdade financeira. A gente poder se organizar, produzir, trabalhar, prestando serviços para as indústrias daqui. Para mim e para todos os alunos é a chance de um novo começo”, reiterou.

Já para Raymara Rodrigues, esse é um primeiro passo, mas é necessário buscar ainda mais conhecimento. “Conforme o curso foi acontecendo, eu acabei tomando paixão pelo couro. Eu pretendo investir, buscar trabalho e ainda ampliar meus conhecimentos, desenvolvendo ainda mais”.

Unidade Móvel

Além dos cursos oferecidos pelo Iema Couro, está instalada na cidade, a unidade móvel couro e calçados do Serviço Nacional de Apoio a Aprendizagem (Senai), contratado pelo Governo e incluem cursos voltados para o setor, com atividades teóricas e práticas, além de material didático, equipamentos, instrumentos, ferramentas e laboratório.

Em Açailândia, Governo inaugura 13º Restaurante Popular em dois anos


O Governo do Estado segue com a política de expansão e interiorização dos Restaurantes Populares. Nesta terça-feira (6), o governador Flávio Dino inaugurou mais uma unidade, desta vez no município de Açailândia. Com capacidade para servir mil refeições ao dia – de segunda a sexta-feira – o equipamento de segurança alimentar assegura alimentação de qualidade, com segurança nutricional, à baixo custo para a população açailandense.

Na cerimônia de inauguração, o governador Flavio Dino destacou que o novo Restaurante Popular de Açailândia vai complementar uma rede já existente da Prefeitura, e beneficiar a Vila Ildemar, bairro de quase 60 mil habitantes. “Quando nós assumimos o Governo só tinha Restaurante Popular em São Luís. Estamos inaugurando hoje o sexto equipamento localizado fora da capital, investindo nas várias regiões do estado. Porque esse restaurante cumpre múltiplos papeis”, ressaltou.

Para o governador, os equipamentos de segurança alimentar ajudam na renda das famílias, que economizam na alimentação, movimentam o comércio local – pois os insumos utilizados para o preparo da alimentação são oriundos da produção da cidade –, geram emprego e renda, além de cumprirem importante papel na saúde. “A comida aqui é balanceada, tem nutricionista para acompanhar para a pessoa ficar com a alimentação adequada. O restaurante popular também é saúde”, enfatizou Flávio Dino.

Gerido pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes), com este equipamento, o Governo do Estado reforça a política de ampliação da rede de restaurantes populares, alcançando também os municípios do interior do Estado. Com o de Açailândia, já são 13 unidades em funcionamento, na capital e no interior, que fornecem mais de 13 mil refeições balanceadas e equilibradas por dia aos maranhenses, ao valor de RS 2.

Em seu discurso, o secretário da Sedes, Neto Evangelista, realçou que o Maranhão anda na contramão da crise nacional, e comparou com o estado do Rio de Janeiro, que fechou todos os restaurantes da capital. “Estamos inaugurando o 13º restaurante, e vamos chegar a 43 com a construção de mais 30 cozinhas comunitárias garantindo, assim, a expansão da política de segurança alimentar e nutricional para vários municípios maranhenses. Além de servirmos mais de 1000 refeições diariamente durante o almoço nesse equipamento social vamos oferecer também capacitações e cursos para a comunidade local”, sublinhou.

Além dos almoços servidos de segunda à sexta-feira, será espaço para realização de cursos e consultas com nutricionista. A população recebeu com empolgação o novo restaurante.

Seu Marinaldo Meira, de 71 anos, almoçou ao lado do governador Flávio Dino e do secretário Neto Evangelista e comemorou a chegada do Restaurante Popular ao seu bairro. “Esse restaurante caiu do céu aqui pra gente da Vila Ildemar. Eu já comi em um desses em São Paulo e Salvador, e a comida aqui está muito boa. Vou almoçar todo dia aqui”, confessou.

A política de segurança alimentar do Governo do Estado visa combater a extrema pobreza e a fome, beneficiando um número maior de cidadãos e proporcionando mais dignidade à população em situação de vulnerabilidade social e em estado de insegurança alimentar.

Dona Rosinha Rodrigues trabalha em uma loja perto do restaurante e comemorou a chegada do restaurante. “A comida tá boa demais. Eu quero que seja todo dia assim. Era o que nós estávamos precisando aqui na Vila Ildemar. Alimentação para a gente que trabalha aqui perto, vai ser muito bom”, destacou.

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Casais de quatro municípios participam de Casamento Comunitário em Bacabal


A comarca de Bacabal realizou uma cerimônia de Casamento Comunitário com a participação de 62 casais residentes na sede e nos termos judiciários de Bom Lugar, Lago Verde e Conceição do Lago Açu.

O evento aconteceu na última quinta-feira (1º), às 17h30min, no Templo Central da Igreja da Assembleia de Deus, na cidade de Bacabal, e teve início com a celebração da união dos casais mais velho e mais jovem presentes.

A solenidade foi presidida pelo juiz titular da 3ª Vara de Bacabal, Jorge Sales Leite, com a participação de juízes convidados Marcelo Silva Moreira (Juizado Especial), Vanessa Ferreira Lopes (1ª Vara) e Daniela Bonfim Ferreira (2ª Vara) como concelebrantes.

“É um evento é beneficente e gratuito e serve para regularizar o estado civil dos nubentes e proporciona maior dignidade para as famílias, além de aproximar o Judiciário a comunidade na construção de uma sociedade mais justa, participativa e fraterna, um verdadeiro encontro com a cidadania”, declarou o juiz Jorge Leite.

O casamento foi possível com a parceria dos cartórios extrajudiciais do 2º, 3º e 4º ofícios da comarca de Bacabal, que habilitaram os casais interessados em participar do projeto.

MA consegue o seu melhor desempenho em toda a história da Olimpíada Brasileira de Matemática


Estudantes da Rede Estadual de Ensino conquistaram 33 medalhas na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP – 2016), sendo uma de ouro, quatro de prata e 28 de bronze. É um desempenho histórico da rede, em 12 anos da competição.

A OBMEP é uma realização do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), com apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), e parceria das Secretarias de Educação. Ela tem como objetivo estimular e promover o estudo da Matemática entre estudantes das escolas públicas; contribuir para a melhoria da qualidade da educação básica; identificar jovens talentos e incentivar seu ingresso nas áreas científicas e tecnológicas; incentivar o aperfeiçoamento dos professores e contribuir para a sua valorização profissional. Participaram da competição estudantes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e dos três anos do Ensino Médio.

Entre os premiados estão: Eduardo Silva Feitosa, do C.E. Rosalina Sá (Feira Nova do Maranhão), medalhista de ouro; Safira Mendes Pessoa, aluna da U.I. Aluísio Azevedo (São Luís); Ruan Waler Reis Paiva, da U.I. Artur Azevedo (São Luís); Antônio José Andrade Silva, do C.E. Antônio Sirley Arruda Lima (Formosa da Serra Negra); e Breno Carlos Bezerra da Silva, do C.E. Josélia Almeida Ramos (São João dos Patos), medalhistas de prata.

A Rede Estadual obteve o seu melhor resultado e a maior participação na história em todas as edições da Obmep, com 844 escolas participando da competição, contra 763 inscritas, em 2015. Além das medalhas, os alunos premiados na Obmep garantem a participação no Programa de Iniciação Científica Júnior, em 2016.

A olimpíada reconhece, ainda, o trabalho dos professores, das escolas e das secretarias de educação. Cinco professores de matemática foram premiados pelo desempenho de seus trabalhos. “Em 2015 já havíamos conseguido o nosso melhor resultado com 27 medalhas. E este ano conseguimos superar o resultado anterior trazendo, inclusive, uma medalha de ouro e seis de prata”, disse Akemi Wada, superintendente de Ciência e Tecnologia da Seduc.

Wada ressaltou ainda que se trata de um resultado expressivo para a rede e que o estado não irá parar por aí. “Temos certeza que, com o apoio do nosso secretário Felipe Camarão e do nosso governador Flávio Dino, as nossas escolas terão muito mais condições de melhorar esse desempenho na OBEMEP e nas demais competições”, acrescentou.

Para melhorar o desempenho do Maranhão no ranking da Obmep, as escolas da Rede Estadual, em todas as Unidades Regionais de Educação (URE’s), realizaram atividades preparatórias com reforço do conteúdo da olimpíada.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...