lomadee

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Agita JEMs 2017: delegações conhecem pontos turísticos de São Luís


O “Agita JEMs”, projeto cultural e de lazer dos Jogos Escolares Maranhenses (JEMs), levou as delegações de Pinheiro, Timon e Itinga para conhecer pontos turísticos da capital do Maranhão, São Luís, na tarde da última quarta-feira, 16. Praia de São Marcos, Espigão da Ponta d’Areia e Lagoa da Jansen fizeram parte do roteiro turístico dos alunos/atletas.

Os JEMs são de organização do Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (Sedel).

Ao todo foram 43 alunos/atletas que, durante toda a tarde, visitaram alguns dos pontos turísticos da Ilha de São Luís. A primeira parada foi feita na Praça dos Pescadores, localizada na Avenida Litorânea, na Praia de São Marcos. Logo após, conheceram outra opção de lazer: o Espigão Costeiro, na praia da Ponta d’Areia; e por último o Mirante da Lagoa da Jansen.

De acordo com o superintendente de projetos especiais da Sedel, Gigi Moreira, o objetivo do passeio é tornar agradável o momento em que os atletas não estão competindo, fazendo-os conhecer um pouco da capital. “O objetivo desse passeio é fazer com que nos momentos ociosos, quando não estão competindo, eles estejam fazendo atividades livres como na área de vivência do Parque do Atleta onde temos quadra de basquete, de vôlei para que possam brincar. Na Rádio Agita JEMs que os acompanha todos os dias no restaurante do parque, e o passeio que é uma forma de trocarmos experiências mostrando para eles o que temos em São Luís. Além de fazer eles saírem da tensão dos jogos”, disse.

O estudante/atleta do futsal, Pedro Fernando Dias, de 14 anos, que é da cidade de Pinheiro “Esse passeio foi muito legal, pois nos enrique culturalmente mostrando a história de alguns locais de São Luís; além de nos fazer conhecer a beleza natural da cidade, que é linda. Um momento que vai ficar na memória”, disse o estudante da baixada maranhense.


Professores de mais quatro Regionais de Educação recebem a formação do Mais Ideb


Nestas quinta-feira (17) e sexta-feira (18) são os professores de Língua Portuguesa e Matemática das Unidades Regionais de Barra do Corda, Chapadinha, Presidente Dutra e São João dos Patos que recebem a Formação Continuada do Mais Ideb, promovida pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretara de Estado da Educação (Seduc). A formação constitui uma das ações da Secretaria de Estado da Educação para elevação da qualidade do ensino oferecido na Rede Estadual, no âmbito do Plano Mais IDEB.

Nesses dois dias de formação serão beneficiados cerca de mil professores de 193 escolas da rede estadual de 51 municípios jurisdicionados a estas Unidades Regionais. Esta etapa da formação terá como pauta a análise e reflexão dos resultados do 1º simulado diagnóstico Mais Ideb e a definição de usos pedagógicos desse resultado, visando a definição de estratégias para assegurar o desenvolvimento das habilidades essenciais de leitura, interpretação textual e resolução de problemas.

Na oportunidade, os professores discutirão, ainda, sobre a importância do atendimento às orientações de aplicação, correção, apuração e lançamento dos resultados dos próximos simulados para que essa atividade atinja seus objetivos propostos.A formação continuada foi um dos pedidos dos professores durante a I Escuta Pedagógica realizada pelo governo, em março deste ano, como mecanismo de melhoria da qualidade do ensino em sala de aula e consequentemente da melhoria do Ideb.

A primeira etapa realizada nos meses de abril a maio deste ano, atendeu a aproximadamente 4,4 mil professores, de 766 escolas da rede estadual, dos 217 municípios maranhenses. Na oportunidade os professores refletiram sobre indicadores educacionais oficiais do estado ⎯ o Ideb, taxas de rendimento escolar, níveis de proficiência em Língua Portuguesa e Matemática, alinhamento curricular da rede estadual e participaram de oficina de elaboração de itens com ênfase na Matriz de Referência do SAEB para a Avaliação Nacional do Rendimento Escolar (Prova Brasil).

A meta é atender nesta segunda etapa da formação, que termina no próximo dia 25 (sexta-feira), nas Unidades Regionais de São Luís e São Luís, 5.400 professores de Língua Portuguesa e Matemática.

Acompanhe outras ações em prol da melhoria do Ensino

Como parte das ações em prol da melhoria do ensino e do desenvolvimento da educação, ainda neste mês de agosto, a Seduc irá realizar:

• 22 e 23/8 – Encontro de supervisores/coordenadores pedagógicos da URE de São Luís;
• 28/8 a 1º/9 – II Ciclo de Acompanhamento das ações do Plano Mais IDEB, nas 19 Unidades Regionais de Educação;

• 31/8 – Aplicação do “II Simuladão Mais IDEB”, censitário aos estudantes das três séries do Ensino Médio da Rede Estadual.


quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Rali/Ação Social: Equipe maranhense vai distribuir livros durante o Rally dos Sertões

Essa será a quinta participação do piloto maranhense Fábio Cadasso no Rally dos Sertões, mas a primeira na qual a equipe Cadasso Racing realizará uma ação social de levar livros àqueles que não têm acesso à leitura. Cadasso e João Afro irão disputar de 19 a 26 de agosto, o 25º Rally dos Sertões, que neste ano terá largada em Goiânia (GO) e chegada em Bonito (MS).

A equipe Cadasso Racing conta com o patrocínio do Governo do Estado Maranhão e do Grupo Mateus, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, e de outros apoiadores.

A dupla de São Luís (MA) competirá pela categoria Production T2/TR4, a bordo de uma Mitsubishi Pajero TR4. Na edição 2016 foi vice-campeã na TR4 e pretende brigar pelo pódio mais uma vez. Um sonho antigo de Cadasso se tornará realidade neste ano, embalado, sobretudo pela participação em janeiro, como voluntário no RallyTeca, projeto social de iniciativa de Adriana Araújo durante o Rally Piocerá. Como competidor, o piloto já participou de várias edições desta prova de rali de regularidade, mas destaca o quão gratificante foi trocar a pilotagem pelo trabalho voluntário.

“Foi uma experiência tão maravilhosa e enriquecedora ter feito parte da equipe do projeto que resolvemos iniciar uma ação social também na Cadasso Racing e iremos distribuir mil livros durante o Sertões deste ano”, afirma Cadasso. “É um número pequeno de exemplares ainda, mas é uma semente que vamos plantar ao entregar os livros nas mãos daqueles que não têm acesso à leitura, acreditamos que pode ter o poder de transformar vidas”, completa o piloto.

Esses livros foram adquiridos por meio da ajuda dos patrocinadores e também de doações como do maranhense Ney Bello Filho, desembargador e escritor que doou 100 livros de sua autoria com um título voltado a adolescentes. Segundo Cadasso, para a próxima edição pretendem trabalhar diretamente com as editoras e, assim conseguir uma maior quantidade a ser entregue durante o Rally dos Sertões. Os livros serão distribuídos em pequenos vilarejos e cidades de difícil acesso com títulos para crianças, adolescentes e adultos.

“Por enquanto as caixas dos livros estarão brigando com o espaço de pneus, peças e equipamentos que levamos para o rali no caminhão de apoio, mas nosso objetivo é ter um espaço cativo para essas doações em todas as edições”, ressalta o piloto. Além dos preparativos finais da equipe que trabalha a todo o vapor, com a proximidade da prova, Cadasso, o navegador João Afro, juntamente com suas respectivas famílias estão separando os livros por faixa etária e títulos para facilitar a distribuição.

Cadasso e Afro pretendem iniciar a distribuição já no percurso entre São Luís (MA) e Goiânia (GO), antes mesmo do início do rali. “A intenção é fazer com que outras equipes sigam o mesmo caminho, pois se cada um fizer um pouco em benefício destas crianças, ainda que com uma parcela mínima, fará a diferença nessa corrida pela educação”, finaliza o piloto maranhense.

O roteiro do Rally dos Sertões 2017 terá aproximadamente 3.300 quilômetros e passará pelos estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, com chegada inédita em Bonita.


Ex-prefeito de Poção de Pedras é condenado por contratação irregular de servidores

Contratação de servidores públicos para exercerem cargos de provimento efetivo contra expressa previsão legal: Este foi o motivo de nova condenação imposta ao ex-prefeito de Poção de Pedras João Batista Santos. A sentença de improbidade administrativa tem a assinatura do juiz Bernardo de Melo Freire, titular de Poção de Pedras. Para o magistrado, foi suprimida a regra da aprovação prévia em concurso público de provas e títulos, infringindo a norma insculpida no artigo 37, inciso II e §2º da Constituição Federal.

Para o Ministério Público, o requerido teria praticado ato de improbidade administrativa tipificado no artigo 11, incisos I e V, da Lei de Improbidade Administrativa, tendo violado os princípios da isonomia, legalidade e impessoalidade. Além disso, teria praticado, também, ato previsto no artigo 10 da mesma lei, uma vez que haveria prejuízo ao erário pertinente ao pagamento de saldo de salários e complementação da remuneração das horas trabalhadas face ao salário-mínimo, bem como aos depósitos relativos ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

Quando notificado, o Município de Poção de Pedras alegou que as contratações sem o devido concurso público foram motivadas por extrema necessidade em diversas áreas, a fim de que não cessassem as atividades do município. Além disso, os serviços teriam sido efetivamente prestados, os quais não acarretariam em prejuízo aos recursos públicos pedindo, assim, pela improcedência do pedido do Ministério Público. Para o magistrado, o Ministério Público não comprovou os gastos operados pelo Município de Poção de Pedras com verbas trabalhistas e pagamento do FGTS teriam superado os valores que seriam dispendidos com o pagamento de salários e demais valores que compõem o vencimento dos servidores concursados que ocupam os mesmos cargos.

“Ante o exposto, na forma do artigo 487, I do CPC, julgo parcialmente procedentes os pedidos formulados na Inicial, nos termos do art. 12, III, da Lei nº 8.429/92 e art. 37, §4º, da CF, para impor ao réu JOÃO BATISTA SANTOS as seguintes sanções: pagar multa civil no valor equivalente a 05 (cinco) vezes a remuneração percebida pelo agente, quando da prática dos atos, atualizado monetariamente, devendo o montante ser apurado em liquidação de sentença; Suspensão dos direitos políticos pelo prazo de 03 (três) anos”.

O ex-gestor está, ainda, proibido de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de 03 (três) anos, contados do trânsito em julgado desta decisão. “Depois de transitada em julgado a presente sentença, oficie-se ao Tribunal Regional Eleitoral, para as providências do art. 15, V e 37, § 4º, da CF, bem como à Procuradoria-Geral do Município de Poção de Pedras com cópia desta sentença para cobrança dos valores devidos”, concluiu o juiz na sentença.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...