lomadee

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Dois réus são condenados por homicídio em Itinga do Maranhão

Em 27 de janeiro, o Tribunal do Júri da Comarca de Itinga do Maranhão condenou a 12 anos de prisão o réu Sérgio Andrade Marques, por homicídio qualificado por motivo fútil.

Sérgio Marques assassinou, com arma de fogo, a sua ex-companheira, Elian dos Santos Sousa, em 22 de novembro de 2002.

O crime foi cometido em um local próximo a uma casa de eventos. O réu discutiu com a vítima e, por ciúmes, sacou uma arma de fogo e atirou, atingindo o pescoço de Elian Sousa. Toda a ação foi presenciada por três testemunhas. O acusado passou 12 anos foragido, tendo sido preso em 14 de agosto de 2014.

O condenado não poderá recorrer em liberdade. A pena deverá ser cumprida em regime inicial fechado na Unidade Prisional de Ressocialização (UPR) do município de Açailândia.

SEMIABERTO

No dia 28 de janeiro, o Tribunal do Júri da Comarca de Itinga do Maranhão condenou Iranildo Pereira da Silva por ter matado, com golpes de facão, Luís Simão da Cruz, em 27 de março de 2011. O réu foi sentenciado a seis anos de prisão.

No dia 27 de março de 2011, por volta das 12h, nas imediações de um bar, no Assentamento Bandeirantes, zona rural do município, o réu aplicou golpes de facão na vítima, provocando a sua morte. O acusado fugiu e só foi capturado em 2 de maio de 2014.

Iranildo da Silva não poderá recorrer em liberdade. O condenado deverá cumprir a pena, em regime inicial semiaberto, na UPR de Açailândia.

Em ambos os júris, as teses do Ministério Público do Maranhão, formulada pela promotora de justiça Nara Thamyres Brito Guimarães, foram integralmente acolhidas pelos jurados. As sentenças foram proferidas pela juíza Alessandra Lima Silva. Também atuou no júri do dia 27 de janeiro a promotora de justiça Letícia Teresa Sales Freire.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...