lomadee

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Ministério Público reforça metodologia de trabalho com rede que atende Disque 100 em Imperatriz


Em reunião, nesta quarta, 24, no auditório da Receita Federal, em Imperatriz, com instituições que trabalham na defesa de crianças e adolescentes, a titular da 9ª Promotoria de Justiça Especializada de Imperatriz, Sandra Soares de Pontes, explicou os procedimentos do Disque 100. O objetivo foi esclarecer quais são as etapas de cada processo e reforçar as metodologias de trabalho para melhor atender e encaminhar as denúncias sobre violações dos direitos das crianças e adolescentes.

A representante do Ministério Público do Maranhão enfatizou que todos estes processos são sigilosos, exatamente para não expor as crianças. Ela também indicou os cuidados com o tratamento que deve ser dado a crianças e adolescentes, tanto na fase de orientação, quanto no momento de tomar os depoimentos daqueles que sofreram violação.

"É importante identificar com quem a criança consegue se abrir. Psicólogos e assistentes sociais são muito importantes, mas às vezes ela se identifica com uma professora, um líder religioso etc. Por isso, é preciso ter a sensibilidade de saber procurar as pessoas certas na hora de conseguir os relatos", destacou.

A coordenadora do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS), Jucilene Reis de Oliveira, considerou a reunião de grande aproveitamento para tirar dúvidas e abordar os problemas encontrados no dia-a-dia. "Era isso que faltava: um estreitamento com todos os parceiros para trocarmos experiências e alcançarmos melhores resultados."

A conselheira tutelar Maria Florismar também elogiou a iniciativa, por possibilitar aos participantes conhecer melhor a rotina do Ministério Público e entender todo o processo que envolvem as denúncias do Disque 100. "Este é um momento de esclarecimento de dúvidas e de trocar ideias com as entidades que lidam com as denúncias, principalmente o Ministério Público", comentou.

Ao final, a promotora Sandra Pontes disse que a reunião serviu, principalmente, para identificar a necessidade de capacitação dos novos conselheiros tutelares, que tomaram posse no início do ano, e de criação de um protocolo de autuação de denúncias sobre violência sexual contra crianças e adolescentes.

O Disque Direitos Humanos – Disque 100 funciona diariamente, 24 horas, por dia, incluindo sábados, domingos e feriados. As ligações podem ser feitas de todo o Brasil por meio de discagem direta e gratuita, de qualquer terminal telefônico fixo ou móvel, bastando discar 100. As denúncias podem ser anônimas, e o sigilo das informações é garantido, quando solicitado pelo demandante.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...