lomadee

terça-feira, 1 de março de 2016

Formação de professores e gestores marca última etapa de implantação do Iema


Durante cinco dias, professores e gestores do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) participam da Semana de Formação, promovida pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), em parceria com o Instituto de Co-Responsabilidade pela Educação. Durante a formação, iniciada na segunda-feira (29) e que se estende até sexta (4), no Praia Mar Hotel, estão sendo apresentadas aos educadores as diretrizes pedagógicas e gerenciais das unidades plenas do IEMA, que oferecerão educação técnica integrada ao Ensino Médio em tempo Integral, já a partir da próxima terça-feira (08), quando serão inauguradas as unidades São Luís, Pindaré-Mirim e Bacabeira.

A semana de formação é a última fase de implantação do IEMA, que dará início a Rede de Educação Profissional do Maranhão, segundo explicou o secretário, Bira do Pindaré, que acompanhou as primeiras atividades da formação. “Após um ano de intenso trabalho, nós iniciaremos, a partir da próxima semana, os trabalhos das primeiras unidades do IEMA. Essa semana foi reservada para a formação de professores e gestores que estão ingressando na rede, uma oportunidade de discutir, com profundidade, a metodologia, o projeto pedagógico e toda a concepção dessas unidades escolares”, disse o secretário.

Na conversa com os educadores, Bira do Pindaré contou que foi feita a opção de não criar carreiras paralelas, sendo a do IEMA igual a de qualquer docente da Secretaria de Estado da Educação. “Portanto, vocês não estão mudando de carreira, são todos da rede pública do Estado. Agora, a partir desse momento, vocês serão lotados no IEMA, com as condições que já conheceram e que aqui, durante a formação, poderão tirar dúvidas. O fato é que a nossa opção foi valorizar a carreira de docentes do Estado do Maranhão”, afirmou o secretário ao falar aos professores e gestores que participam do evento.

“Vamos iniciar com todo o gás, com toda a alegria e com todo entusiasmo as atividades do IEMA, uma escola que deverá ser um marco na educação do Estado e que cumpre um compromisso de campanha do governador Flávio Dino”, completou o secretário.

Para o professor Marcelino Rodrigues dos Reis, do município de Bacabeira, a expectativa hoje com o novo modelo de educação, proposto pelo IEMA, é de que haja uma grande mudança na educação no município. “Aqui, estamos para tirar dúvidas sobre essa metodologia que acreditamos ser uma grande revolução em benefício dos nossos estudantes, do município e do desenvolvimento do Estado”, disse.

A gestora Pedagógica, Ellen Kelly Lima Souza, também disse que as expectativas são as melhores possíveis “pois o que se vê é uma grande mobilização do governo em fazer esse projeto dar certo e ser um marco na educação do Estado. Esse projeto abre novos horizontes para os jovens, principalmente para aqueles que vivem em municípios como o de Bacabeira, que não dispõe de nenhuma escola técnica”, acrescentou Ellen.

Implantação

Todas as ações de formação estão sendo desenvolvidas pelo Instituto de Co-Responsabilidade pela Educação (ICE), que está dando suporte e orientado a Secti em todos os trabalhos, modelo pedagógico e gestão das unidades, cujo trabalho está sendo financiado por outro parceiro do governo, o Instituto Sonho Grande.

“Temos tido a colaboração deles desde o início da implantação do IEMA e um detalhe importante: não estamos pagando um tostão por essa consultoria que estamos recebendo. Portanto, somos muito gratos ao ICE e ao Sonho Grande”, disse o secretário Bira do Pindaré.

Ladjane Torres, que compõe a equipe do ICE, disse que o instituto só está participando desse projeto, com o aporte técnico, e o Sonho Grande, com o aporte financeiro, porque acredita na seriedade do Governo do Maranhão. “Percebemos durante todos esses meses de encontro, como a equipe do IEMA foi comprometida. A proposta do Governo do Maranhão é de uma política pública sustentável, para toda a rede. A grande responsabilidade das três primeiras escolas que serão inauguradas agora é nessa replicabilidade”, destacou Ladjane.

Para compartilhar experiências já vividas com os professores que estão entrando no IEMA, o ICE trouxe para o Maranhão alunos protagonistas egressos de unidades de ensino médio de tempo integral de Pernambuco, que também farão o acolhimento dos alunos no próximo dia 08.

Pedro Carvalho, da Escola de Referência em Ensino Médio de Salgueiro, disse que a escola foi um divisor de águas para sua vida. “Nela recebemos não somente conhecimento, mas também orientação para toda uma vida, nos fazendo refletir sobre os nossos sonhos e aquilo que queremos para nossa vida”, contou.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...