lomadee

sexta-feira, 4 de março de 2016

Governo intensifica ações de combate ao Aedes aegypti em Barra do Corda

O Governo do Estado tem tomado providências urgentes para combater o mosquito Aedes aegypti em Barra do Corda. Embora o município não tenha decretado estado de emergência, o Governo enviou uma força-tarefa à cidade e também instalou o Hospital de Campanha. Pela classificação epidemiológica, Barra do Corda foi considerada como de alta incidência das doenças causadas pelo Aedes aegypti, principal vetor da dengue, chikungunya e zika vírus.

O secretário de Estado da Saúde, Marcos Pacheco, explicou que com a instalação do Hospital de Campanha, no sábado (27), já foram atendidas 2.661 pessoas até esta quinta-feira (3). A unidade hospitalar possui uma estrutura de 120 metros quadrados, com capacidade para realizar até 21 atendimentos simultaneamente. Para funcionamento do Hospital de Campanha, foram investidos R$ 12.220,54 em insumos.

Além disso, todos os medicamentos necessários para o tratamento das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti foram enviados a Barra do Corda. Foram disponibilizadas 15.580 unidades de medicamentos, entre analgésicos, antialérgicos, antitérmicos, anti-inflamatórios e soros para reidratação dos pacientes, um investimento de R$ 21.147,22.

“O governador Flávio Dino entende que esta é uma situação de saúde pública e deve ser tratada como tal. Os barra-cordenses precisam receber tanto atendimento de saúde quanto reforço na implantação de novas ações de combate ao Aedes aegypti. Conflitos político-partidários locais não vão atrapalhar a prioridade dessa gestão estadual, que é atender as necessidades do povo em primeiro lugar”, explicou o secretário Marcos Pacheco.

Como contrapartida aos serviços disponibilizados pelo Governo, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) solicitou ao município o auxílio no fornecimento de profissionais da área médica para atuação no Hospital de Campanha. O município prontamente disponibilizou profissionais que integram o corpo clínico e a equipe multidisciplinar que estão prestando serviços à população no hospital.

Esse trabalho conjunto entre as esferas municipal, estadual e federal tem beneficiado moradores como Maria Gorete Cipriano Sousa, 47 anos, que levou seu filho Jhony, de 8 anos, para receber atendimento. “Eu fiquei sabendo pela minha vizinha que tinha chegado o hospital móvel aqui em Barra do Corda no sábado. No domingo de manhã, o Jhony amanheceu com febre e com dores no corpo. Aí eu vim aqui, trazer ele para consultar e gostei muito do atendimento. Espero que o hospital fique por aqui até essa epidemia passar”, revelou Maria Gorete.

O atendimento no Hospital de Campanha funciona de 8h às 21h, diariamente, e está localizado no Espaço Cultural do bairro Tresidela. A unidade móvel hospitalar continuará na cidade o tempo que for necessário para auxiliar no tratamento aos pacientes.

Apoio à UPA municipal

O Governo do Estado também está apoiando o atendimento que é disponibilizado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) administrada pela gestão municipal. A mesma quantidade de insumos e medicamentos que a SES enviou para o Hospital de Campanha também foi enviada para a unidade municipal Maria Rosa Nepomuceno.

Além de medicamentos e demais insumos, o Estado também ajudou na ampliação das instalações físicas dentro do prédio, doando dois aparelhos condicionadores de ar, que foram colocados em funcionamento e possibilitaram ampliar o espaço para acomodação de pacientes, que até então estavam sem funcionar por falta desses aparelhos.

Combate ao mosquito

Além do atendimento de pacientes, o Governo do Estado também articulou o reforço de ações para combate ao Aedes aegypti. Técnicos entomologistas da Gerência Regional de Saúde da SES em Codó foram deslocados à Barra do Corda para auxiliar no desenvolvimento de um novo Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) da cidade. Com base nos resultados atualizados da ferramenta, duas equipes de trabalho foram montadas para visitar todos os imóveis inclusos no mapeamento.

Para esta ação, haverá a atuação de militares das forças armadas que atenderam a solicitação enviada pelo Governo do Estado. “Em nome de cada cidadão barra-cordense, gostaria de agradecer ao comandante Azevedo do 24° Batalhão de Infantaria Leve do Exército, e ao coronel Olani da Aeronáutica, que prontamente receberam o nosso pedido e responderam positivamente”, comentou o secretário Marcos Pacheco.

A partir desta quinta (3) até a próxima quarta-feira (9), as duas equipes que integram a força-tarefa visitarão todos os imóveis com focos de mosquitos de Barra do Corda, começando pelos bairros Tresidela, Juá, Araticum e Vila Nenzim I. A primeira equipe é coordenada por 18 militares do Exército acompanhados de 18 agentes comunitários de endemias do município; e a segunda é coordenada por 15 militares da Aeronáutica acompanhados por nove agentes comunitários de endemias do município.

Além das visitas em todos os imóveis da cidade considerados pelo LIRAa com focos de mosquito para eliminação das larvas, seis carros de ultra baixo volume (UBV), conhecidos como ‘fumacê’, farão a cobertura territorial de toda a área urbana da cidade para a eliminação do mosquito, utilizando o inseticida malathion. Na zona rural, os trabalhos de intensificação de visitas e fumacê serão realizados nos povoados Três Lagoas do Manduca e Barro Branco.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...