lomadee

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Técnicos da Agerp são capacitados para elaborar projetos para agricultura familiar


Técnicos da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp) dos Escritórios Regionais de Codó, Chapadinha, Viana, Itapecuru-Mirim e São João dos Patos, participaram durante a última Feira da Agricultura Familiar e Agrotecnologia do Maranhão – Agritec, em Chapadinha, do curso sobre elaboração de projetos, promovido pela Agerp.

A capacitação é realizada em módulos, sendo realizado na Agritec, o pontapé do curso. De acordo com a agrônoma da Agerp que ministrou o curso, Vera Costa, a capacitação surgiu devido à necessidade das regionais para que tenham maior domínio na elaboração de projetos a serem apresentados às instituições para financiamento rural.

“Há uma necessidade que os técnicos também dominem metodologias diferenciadas de projetos e nos pautamos durante o curso na elaboração de projetos socioprodutivos, que são exatamente os modelos demandados pelo BNDES por meio da SAF”, disse a agrônoma Vera Costa.

Conforme a agrônoma, os técnicos têm certa dificuldade em dominar esse tipo de elaboração, pois o modelo mais conhecido e trabalhado pelos técnicos são os adotados pelos bancos para financiamento de crédito agrícola.

Além dos técnicos da Agerp, foram capacitados, também, técnicos de Organizações Não Governamentais – ONG’s, de Sindicato de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais – STTR, e de inciativa privada.

Segundo a agrônoma, o curso tem um método diferenciado, não apenas com fundamentação teórica, mas ao final dos três módulos os técnicos terão que apresentar um projeto para ser viabilizado.

O técnico agrícola Evaldo Serra, da Regional da Agerp de Viana, participou do curso e ressaltou a importância da capacitação para elaborar os projetos dos agricultores familiares que mais necessitam de apoio, como quilombolas do município e de piscicultores de Matinha, que possuem grandes demandas para elaboração de projetos.

“Muitas vezes os agricultores não têm como pagar um profissional para elaborar os projetos, e os técnicos da Agerp sendo capacitados para isso, estaremos ajudando para que elas acessem crédito e outros financiamentos para beneficiar sua produção”, destacou o técnico.

Para o presidente da Agerp, Júlio César Mendonça, a capacitação é estratégica. Há uma dificuldade em aprovar projetos da agricultura familiar pelo fato de não ter pessoas capacitadas para isso.

“Faz parte da missão da Agerp e do setor de capacitação, qualificar os técnicos para realizarem este trabalho junto às famílias de agricultores e melhorar a qualidade dos projetos para que sejam aprovados perante as instituições financeiras. A meta da Agerp é capacitar cerca de 50 técnicos envolvendo todas as dezenove Regionais”, concluiu o presidente Júlio César Mendonça.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...