lomadee

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Em apenas dois anos, Maranhão supera meta da Senasp para redução da criminalidade


Com o novo modelo de gestão adotado pelo governador Flávio Dino, desde o início do mandato, em 2015, o Maranhão está alcançando avanços significativos em várias áreas, incluindo a segurança pública. Dados divulgados nesta quarta-feira (4) pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) mostram uma redução de 25% nos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) registrados em 2016 comparativamente com 2014, respectivamente, 742 registros contra 987. O percentual supera a meta estabelecida pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) que determina redução de 5% dos CVLIs para cada ano, totalizando uma redução de 20% até 2018.

O governador Flávio Dino destacou que a redução de 25% dos CVLIs na Região Metropolitana de São Luís, entre 2014 e 2016, significa que 245 vidas foram salvas. “Essa redução de mortes violentas (CVLI) significa que em dois anos ultrapassamos a meta de quatro anos, que era a redução de 20%”, afirmou o governador. O sistema de segurança pública passou por um processo de reestruturação a partir de 2015 com vários investimentos para equipar as forças policiais, além da integração das polícias e maior planejamento das ações.

A Senasp utiliza como critério para monitorar a redução ou aumento dos índices de violência no país os dados sobre os CVLIs por englobar crimes como homicídios, lesão corporal seguida de morte e latrocínio (roubo seguido de morte). O delegado-geral de Polícia Civil, delegado Lawrence Melo, ressaltou o empenho de todas as forças da Segurança para o resultado positivo alcançado na redução da violência.

“O Governo do Estado tem executado um trabalho direcionado para mudar o quadro precário encontrado no sistema. O alcance destes resultados e cumprimento de metas nacionais foi possível com investimentos em estrutura, equipamentos e ações de valorização do efetivo. As forças da Segurança estão unidas e contam com apoio da sociedade para impedir o avanço do crime”, afirmou o delegado Lawrence Melo.

Os homicídios, que integram o grupo dos CVLIs e estão entre os mais demandados, também tiveram redução na Região Metropolitana de São Luís. No último mês de 2016, em dezembro, houve redução de 31% dos homicídios comparativamente com o mesmo período em 2015. Estes casos apresentaram diminuição, também, se comparados com o total de registros dos dois últimos anos. Em 2015, foram 800 ocorrências, enquanto em 2016 foram 693 – índice de queda de 13%. No comparativo 2014 e 2016, a diminuição é ainda maior: 24%.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Frederico Pereira, afirmou que a partir das ações realizadas com a reestruturação do sistema de segurança e integração das forças policiais foram possíveis avanços como a ausência de homicídios por um extenso período. Em São Luís, no comparativo de dias sem homicídios, foram 35 dias em 2014, 57 dias em 2015 e 62 dias em 2016.

“Estamos fazendo a nossa parte, nos desdobramos para conseguir baixar esses índices, foram muitas noites sem dormir, nossos policiais são proativos, combatíveis, cada qual fazendo sua parte com abordagens a motocicletas, carros, coletivos, estabelecimentos comerciais, além de milhares de abordagens individuais a pessoas. O resultado está aí relacionado nos dados aqui mostrados na SSP”, declarou o coronel Frederico Pereira.

Outras ocorrências

A ação policial conseguiu alcançar resultados positivos também em outras ocorrências de criminalidade. Em 2016, foram retiradas de circulação 753 armas de fogo. O índice de aumento nas apreensões foi de 14%, em comparação a 2014, quando a polícia apreendeu 662 armas. Os roubos a residências caíram 23% considerando este mesmo período – foram 1.066 casos em 2014 contra 819 em 2016. Os casos de furtos, que chegaram a 22.242 casos em 2014, tiveram diminuição em 2015 para 19.170 casos, e caíram mais ainda em 2016 para 16.592 registros. Os estupros também apresentaram queda gradativa. Em 2014 os registros somaram 414; em 2015 foram 332; e em 2016 os dados caíram para 261 ocorrências.

CVLIs
2014 – 987 casos

2015 – 912 casos

2016 – 742 casos


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...