lomadee

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Governo do Maranhão discute ações do Iema durante audiências em Brasília


O Governo do Estado está discutindo com o Governo Federal ações que beneficiam o Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema). A construção de novas unidades e a ampliação da rede de internet no Maranhão foram alguns dos assuntos tratados pelo secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Jhonatan Almada, durante agenda de trabalhado em Brasília, na última segunda-feira (10). Nos ministérios da Educação, da Ciência e Tecnologia, ele se reuniu com as presidentes do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Ciência, Tecnologia e Inovação (Consecti) e do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap).

No Ministério da Educação, em reunião com os representantes da Secretaria de Educação Profissional, Jhonatan Almada fez um balanço da implantação da rede do Iema, mostrando os avanços alcançados nos últimos dois anos e três meses, período esse em que foram inauguradas sete unidades plenas do instituto e mais de 15 unidades vocacionais em vários municípios maranhenses. Na reunião foi pactuada a continuidade do convênio junto ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para a construção de mais duas novas unidades do Iema, beneficiando a população dos municípios de Santa Luzia do Paruá e Amarante do Maranhão. A meta do Governo do Maranhão é entregar 23 unidades plenas do Iema até 2018 garantido aos jovens maranhenses acesso a educação técnico-profissional e ensino médio em uma escola de tempo integral.

“Nesse mesmo convênio temos a previsão de R$ 17 milhões para equipamentos que serão adquiridos para as sete unidades que estão em funcionamento. Tivemos um encontro muito positivo porque avançamos na execução do cronograma do convênio para construção dos novos Iemas”, explicou Jhonatan Almada, que estava acompanhado do pró-reitor de Planejamento e Gestão do Iema, Emanuel Denner.

Na Secretaria de Telecomunicações, no Ministério da Ciência e Tecnologia, Jhonatan Almada colheu informações mais precisas sobre o satélite Geoestacionário, adquirido pela Telebras e o primeiro do país de uso civil e militar. O equipamento poderá ser usado para ampliar a oferta de banda larga no país sendo esse o interesse do Governo do Estado. “O Maranhão poderá ampliar seu programa de inclusão digital com a utilização do satélite. Há uma previsão que um determinado percentual desse satélite será destinado aos governos”, disse Jhonatan Almada.

Com das presidentes do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Ciência, Tecnologia e Inovação (Consecti), Francilene Garcia, e do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), Maria Turchi, Jhonatan Almada delineou uma agenda comum de trabalho das duas entidades considerando a crise econômica e corte no orçamento do ministério para ciência e tecnologia.

“Nós conversamos sobre temas prioritários para agenda das duas entidades, temas que possam ser convergentes para a pauta junto aos órgãos da área e a comunidade científica", afirmou o secretário. Nesses pontos, segundo ele, foram discutidos o fortalecimento da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), a regionalização das unidades credenciadas de forma a contemplar o Nordeste e a continuidade do projeto Veredas da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), que leva internet para a academia.

O Veredas Novas é uma iniciativa conjunta dos ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação, da Educação (MEC) e das Comunicações (MC), em parceria com a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Superior (Andifes) e com o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), que visa conectar, em alta velocidade, todos os campi no interior de universidades e institutos tecnológicos à RNP. A Embrapii atua por meio da cooperação com instituições de pesquisa científica e tecnológica, públicas ou privadas, tendo como foco as demandas empresariais e como alvo o compartilhamento de risco na fase pré-competitiva da inovação.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...