lomadee

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Técnicos de todo o estado participam de capacitação sobre o CadÚnico


O Governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) em parceria com a Caixa Econômica Federal, realiza nos dias 16 e 17 de maio, capacitação do Sistema do Cadastro Único para técnicos de todo o estado. O objetivo desta primeira turma é instruir a equipe estadual para monitorar e dar suporte técnico sobre o CadÚnico aos municípios.

Para a segunda turma de capacitação, a seleção está sendo feita dando prioridade aos municípios que tiveram troca de gestores e consequentemente possuem equipes que nunca tiveram acesso ao Cadastro Único. As equipes serão capacitadas e se tornarão multiplicadores das informações em suas cidades.

O secretário Neto Evangelista explicou que essa capacitação será a primeira de outras que acontecerão durante o Ciclo de Capacitações e Formações que a Sedes irá em todo o Maranhão ainda em 2017. “Após esta primeira etapa, teremos um curso de formação de gestores do Bolsa Família e do CadÚnico com carga horária de 40h, e o curso de entrevistadores do CadÚnico, onde os participantes serão avaliados e certificados, inclusive no perfil de multiplicadores”, disse.

De acordo com a secretária adjunta de Renda e Cidadania, Ana Gabriela Borges, a Sedes tem mais de seis processos de licitação em andamento para grandes formações.

“De maio a dezembro nós iremos realizar a formação completa de todos os gestores e colaboradores do CadÚnico e dos programas Bolsa Família e Bolsa Escola no Maranhão. O calendário dos cursos será divulgado no mês de junho, e as capacitações que terão prioridade são as para os 30 municípios de menor IDH, além de turmas específicas para os municípios que compõem a metropolização, e turmas para municípios com povos tradicionais.

Aliado a informação do cadastro único, a Sedes irá lançar uma campanha nos municípios com povos tradicionais para estimular os gestores municipais a incentivar a auto identificação desses povos, garantindo os benefícios que são deles por direito.

“Precisamos garantir a identificação das famílias de quilombolas e indígenas, que muitas vezes perdem seus benefícios por não estarem inscritos no CadÚnico, como o Bolsa Escola e o Bolsa Família, por exemplo”, finalizou o gestor da Sedes, Neto Evangelista.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...