lomadee

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Programação Junina da Prefeitura de Mangabeiras agita a população


A programação junina da Prefeitura de São Raimundo das Mangabeiras vem animando a população do município. O São João do Povo, iniciado o dia 21 de junho com shows em Praça Pública, prosseguirá até o dia 1º de julho, com eventos nas escolas e bairros até este dia 29, e shows nos dias 30 e 1º, na Praça do Mercado.

Além do São João do Povo, a festa junina anima diversos órgãos municipais, como o CRAS, que promoveu nessa terça-feira, 27 de junho, o “Arraiá do Grupo de Idosos Feliz Idade”, uma festa que não deixou ninguém parado. Além dos idosos do grupo, diversos membros do governo Municipal prestigiaram o evento.

O grupo de idosos “Feliz Idade” participa de encontros semanais no CRAS e em cada época do ano a coordenação promove atividades alusivas às datas festivas, uma forma de promover cada vez mais a interação entre os membros do grupo.

Nas escolas e bairros, a programação do São João do Povo garante a animação da comunidade. Apresentações de alunos e muitas comidas típicas ajudam a garantir a interação entre governo, escola e comunidade.

O São João do Povo é realizado através de parceria entre a Prefeitura Municipal e Governo do Estado do Maranhão. O evento está sendo coordenado pela Secretaria Municipal de Cultura, Juventude e Turismo e Secretaria Municipal de Educação.

Com os eventos, o governo municipal garante o incentivo à preservação das manifestações culturais em todos os segmentos da sociedade, passando por todas as idades e públicos, além de ajudar a movimentar a economia local.






Fonte: Prefeitura de São Raimundo das Mangabeiras

Profissionais de saúde são qualificados para o projeto Zero Morte Materna


Com investimentos em diversas ações para o fortalecimento da rede materno-infantil, a parceria do Governo do Estado, Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) permitirá também a intensificação do fortalecimento da assistência e de boas práticas na atenção ao parto e nascimento, com o desenvolvimento do projeto Zero Morte Materna, inicialmente, na região Tocantina.

Em Imperatriz, esta semana, técnicos da Saúde participaram da I Oficina Estadual Zero Morte Materna por Hemorragia. A oficina é a primeira de um total de seis e reuniu, na primeira edição, profissionais que trabalham diretamente na assistência ao parto e nascimento, entre eles médicos e enfermeiros obstetras do Estado.

A 1º Oficina contemplou profissionais das regiões de Açailândia, Balsas, Barra do Corda e Imperatriz, qualificando assim os Hospitais e Maternidade do Sul do Maranhão, para o enfrentamento das hemorragias pós-parto.

O Governo do Estado assumiu o compromisso com a redução da mortalidade e morbidade materna e uma série de ações têm sido implementadas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) na área. O desenvolvimento do projeto Zero Morte Materna busca fortalecer as competências dos profissionais para melhorar a qualidade da atenção às mulheres em situação de hemorragia pós-parto.

“O projeto Zero Morte Materna é uma forma de buscarmos eliminar os casos de mortalidade materna por hemorragia que ainda acontecem, não somente aqui no Maranhão, mas no Brasil. Então, durante o treinamento os profissionais estão se atualizando quanto aos protocolos de atendimentos para pacientes nesta condição, para que quando casos como esses venham a acontecer, eles estejam preparados para combater a hemorragia e salvar a paciente”, explicou o secretário adjunto da Política de Atenção Primária e Vigilância em Saúde , Marcelo Rosa.

Mais de 70 profissionais participam do treinamento, que também será realizado em outras regionais do estado. “O objetivo da Secretaria da Saúde é cobrir todo nosso território com essas oficinas, então, além de Imperatriz, estamos definindo mais 3 ou 4 regionais para realizar o treinamento com os profissionais e deixar nossas equipes de atenção à saúde da mulher devidamente capacitadas”, disse Marcelo Rosa.

Oficina

A oficina trata do treinamento em técnicas de manutenção e manejo em hemorragia pós parto. Nesta terça-feira (26) e quarta-feira (27), em Imperatriz, a capacitação incluiu abordagens sobre intervenções exitosas de promoção, prevenção, diagnóstico e tratamento de hemorragias com o objetivo de reduzir mortes maternas por essa causa.

A médica Débora Bagatin é uma das 70 profissionais que participou da oficina. “É muito importante a iniciativa, porque ele vai explicar o manejo, a melhor forma de contribuir com essa mulheres, para que a gente possa salvar a vida delas”, contou.

Governo e Ministério Público unem esforços no combate ao abate clandestino


Conhecer a origem dos produtos que adquire é um direito dos consumidores. No caso da carne, a origem e o manuseio adequado são fundamentais também para a saúde. Pensando nisso, o Governo do Estado e o Ministério Público Estadual se reuniram, nessa terça (27), para planejar ações conjuntas de fortalecimento dos sistemas de inspeção e combate ao abate clandestino.

A Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima) e a Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged) definiram a criação do Sistema Estadual de Inspeção, que vai permitir que estabelecimentos como abatedouros e frigoríficos que possuem o Serviço de Inspeção Municipal (SIM) possam comercializar sua carne a nível estadual, permitindo o maior acesso da população à carne de qualidade.

De acordo com o secretário da Sagrima, Márcio Honaiser, essa é uma questão de saúde pública da maior importância. “O Governo do Estado tem a preocupação de aumentar a produção, mas também que essa produção tenha qualidade. No caso das carnes, é importante que ela tenha inspeção sanitária, que é uma questão de saúde pública. Para isso, é importante fortalecer os sistemas municipais de inspeção, combater os abatedouros clandestinos e criar mecanismos de regularização e fiscalização que possam assegurar que os locais onde são realizados abates tenham as condições essenciais de higiene”, explicou.

Responsável pelo funcionamento do Serviço de Inspeção Estadual (SIE), a Aged fiscaliza os estabelecimentos de produtos de origem animal que atendem às normas sanitárias exigidas para a comercialização interestadual. Além disso, a agência atua, em parceria com o Ministério Público, fomentando a criação do serviço em nível municipal, com os treinamentos de implantação do SIM, realizados com os técnicos dos municípios.

Apesar de ter sido instituído, pela Lei Nº 7.889/1989, que nenhum estabelecimento industrial ou entreposto de produtos de origem animal pode funcionar no Brasil sem que esteja previamente registrado, poucos municípios maranhenses possuem serviços de inspeção. Atualmente, 18 municípios possuem legislação aprovada sobre a inspeção municipal, mas, até 2013, somente São Luís, Imperatriz, Bacabal e Açailândia contavam com esse serviço. A criação do Serviço de Inspeção Estadual busca justamente incentivar os municípios a implantarem o SIM e os estabelecimentos a buscarem o registro, de modo a ter acesso a todo o mercado interestadual.

Para a promotora Lítia Cavalcanti, titular da Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor, é fundamental que governos estadual e municipais, MP e demais instituições ligadas à atividade estejam unidas em um trabalho que envolve não só registro e fiscalização, como também conscientização da população. “Essa reunião é um prosseguimento de um trabalho inicial já realizado em São Luís, de conscientização, mas sabemos que existe uma necessidade muito grande de enfrentamento da questão da clandestinidade e da questão cultural do consumidor maranhense, que tem a preferência de comprar no açougue, em que a carne está fresca mas ele não sabe a procedência. São vários tópicos no aspecto da carne que, fazendo essa mudança, com esse impacto cultural, vai ser possível para o consumidor saber exatamente o que ele está comprando. Para que isso ocorra, é preciso que todos esses órgãos estejam unidos, em um enfrentamento sério e definitivo”, disse.

Metropolização

Para iniciar a operacionalização do Sistema Estadual de Inspeção, foi escolhida a Região Metropolitana de São Luís, composta por 13 municípios. Por meio de decreto que será publicado em breve, os estabelecimentos localizados nessa região que tiverem o selo de Inspeção Municipal poderão comercializar carne entre esses municípios.

O presidente da Agência Executiva Metropolitana, Pedro Lucas Fernandes, participou do encontro e elogiou a iniciativa. “A reunião foi muito importante porque todos caminham na mesma direção, para um livre comércio da carne na Região Metropolitana, em que a certificação municipal desses 13 municípios permita o livre comércio da sua carne, combatendo assim a carne ilegal, sem fiscalização”, ressaltou.

Em Açailândia, Delegado e mais quatro pessoas são presas por corrupção a pedido do MPMA

Foram presos preventivamente, na manhã desta quarta-feira, 29, no município de Açailândia, o delegado da Polícia Civil Thiago Gardon Filippini, a escrivã Silvya Helena Alves, o investigador Glauber Santos da Costa, o carcereiro Mauri Celio da Costa Silva e o advogado Eric Nascimento Carosi. Eles são suspeitos de compor uma organização criminosa e das práticas dos crimes de concussão e corrupção passiva. Os presos já se encontram em São Luís.

Consta nos autos que os envolvidos cobravam dinheiro para livrar cidadãos da prisão em flagrante. Em algumas situações, o conduzido havia sido, de fato, surpreendido cometendo alguma prática ilegal. Em outras, a prisão em flagrante era forjada pelos envolvidos.

A prisão preventiva foi solicitada por meio de parecer da promotora de justiça Camila Gaspar Leite, da Comarca de Açailândia. Decretou a prisão o juiz Francisco Ronaldo Maciel Oliveira.

Os envolvidos Thiago Gardon Filippini, Silvya Helena Alves e Glauber Santos da Costa também tiveram suspensos o porte de arma de fogo e o exercício da função pública.

MODUS OPERANDI

Pessoas que estavam em situação de flagrante eram conduzidas até a delegacia pelo investigador Glauber da Costa e pelo carcereiro Mauri Celio Silva. No local, o delegado Thiago Filippini dava ou não a autorização para a cobrança de propina. Quando havia permissão, Silvya Alves e Glauber da Costa contactavam o advogado Eric Carosi, que se apresentava ao conduzido e intermediava o acordo com o delegado. Os valores eram divididos entre os suspeitos do crime.


terça-feira, 27 de junho de 2017

Investimentos na agricultura familiar elevam renda de agricultores


Pequenos agricultores do Maranhão estão recebendo investimentos do Governo do Maranhão por meio de serviços e obras que favorecem a agricultura familiar, como treinamentos e assistência, o que garante a eles mais renda, além de alimentos saudáveis à população. Entre as ações estão o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e os Restaurantes Populares estimulam a atividade de famílias que vivem do trabalho agrário no Maranhão.

Este ano, foram investidos R$ 11 milhões no PAA, com a aquisição de alimentos, pelo Governo do Maranhão, diretamente dos agricultores familiares. Os produtos vão para os Restaurantes Populares e outras iniciativas sociais. Por meio do Pnae, a produção da agricultura familiar é investida na merenda dos estudantes da educação básica matriculados em escolas públicas.

O presidente da Associação dos Trabalhadores Rurais da Mata, Abdon Sá Menezes, participa das ações. “Antes, o que eu e minha família produzíamos mal dava para o nosso sustento. Hoje, a produção e a venda evoluíram radicalmente. É muito bom ter a certeza de que tudo o que plantamos será vendido; antes não tinha essa segurança”. A unidade presidida por Abdon Sá Menezes, no município de São José de Ribamar, é referência na produção sem agrotóxicos. Toda semana, ele, a mulher e três filhos colhem e vendem alimentos que são usados pelo Governo do Maranhão para alimentar pessoas com baixa renda e na merenda escolar de crianças.

“Com o apoio do governo ganha o pequeno agricultor e a população. Trabalhamos com o que gostamos, e com seriedade, para fornecer alimentos saudáveis, sem agrotóxicos, destinados para entidades carentes e para a merenda escolar. Temos o compromisso de zelar pela saúde dessas pessoas”, explicou o agricultor.

Outros pequenos agricultores, no interior do estado, também ganharam mais motivação. Para eles, ações como o PAA, um dos principais canais de comercialização direta de alimentos vindos do produtor rural, são importante para ampliar a renda familiar.

A agricultora Adriana Moreira, do povoado Grota de Lages, no município de Santa Filomena plantava aleatoriamente e o que dava para colher vendia de porta em porta. “Hoje, eu tenho uma assistência técnica que acompanha o desenvolvimento do meu trabalho, aprendi técnicas de produção e a renda da minha família melhorou bastante”.

Restaurante Popular


Os alimentos da agricultura familiar estão, também, abastecendo as cozinhas comunitárias e os Restaurantes Populares, onde são servidos, a R$ 2, cardápios balanceados e saborosos. Além do baixo custo e instalações confortáveis e higiênicas, os Restaurantes Populares oferecem opções de cardápios saudáveis. Em todo o estado, mais de 18 mil refeições são servidas diariamente.

“É uma comida balanceada, tem nutricionista, é muito gostosa e barata. Isso faz muita diferença para a gente que é autônomo, que não tem um salário certo e tem uma criança para criar. Está tudo muito caro e a economia que a gente faz aqui ajuda a comprar as fraldas durante o mês”, diz Gracielma Fernandes que, pelo menos três vezes por semana, frequenta o restaurante popular junto com o marido e a filha que tem um pouco mais de um ano de idade.

Governo distribui mais de 60 mil litros de biofertilizantes e incentiva produção agroecológica


A agroecologia alia a produção no campo com o uso e conservação dos recursos naturais, por meio de práticas ecologicamente adequadas, acesso à terra e valorização do conhecimento tradicional. No Maranhão, a produção agroecológica é uma característica das propriedades assistidas pelo Programa Agropolos, sobretudo pelo uso do biofertilizante Verdão, desenvolvido pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima). Mais de 60 millitros de biofertilizante já foram distribuídos e agora a secretaria vem ensinando os agricultores a produzirem o próprio biofertilizante.

Nos Agropolos da Ilha e do Rio Balsas, já foram realizadas capacitações para técnicos e produtores, com aspectos teóricos e práticos. Na Exposição Agropecuária de Imperatriz (Expoimp), a oficina também será realizada, contemplando os agricultores do Agropolo Rio Tocantins.

Márcio de Souza, técnico da Raposa, participou da oficina e ressaltou a importância de disseminar essa tecnologia, para modificar o costume do uso de agrotóxico. “A oficina foi muito gratificante, por que trouxe um conhecimento mais amplo sobre biofertilizantes e agroecologia. Agora precisamos ser multiplicadores e colocar em prática, pois sabemos que muitos agricultores ainda tem a cultura do uso do agrotóxico e novidades essa precisam ser introduzidas”, disse.

Composto de adubos orgânicos, como esterco bovino e de frango, vegetais diversos, como bananeira e cana de açúcar, rapadura e aceleradores biológicos de compostagem, o Verdão deixa as frutas mais robustas, suculentas e atraentes e as hortaliças com verde mais vivo e surgiu da necessidade de uma solução de baixo custo e alta rentabilidade para recuperação de solos desgastados.

“Estamos sempre buscando alternativas que permitam aos agricultores aumentar sua produção, de forma sustentável e de baixo impacto na renda de cada um deles e o biofertilizante cumpre bem esse papel”, reforça o secretário da Sagrima, Márcio Honaiser

Além disso, com o uso contínuo do Verdão, é possível obter produtos agrícolas mais saudáveis, manter o equilíbrio da natureza, preservando a fauna e os mananciais de águas e aumentar a resistência da planta contra a ocorrência de pragas. Pedro Paz Tolentino, agricultor do Agropolo Rio Balsas, já vai começar a produzir o próprio biofertilizante. “Já temos a maioria dos materiais aqui, daí pedimos só o acelerador. Não vamos ficar na teoria, já vamos testar, porque é mais barato que comprar”, disse.


Maranhão ganha oito Escolas Dignas em oito dias


O governador Flávio Dino entregou nesta segunda-feira (26) a oitava Escola Digna em oito dias. Foi uma por dia ao longo da última semana.

A de hoje foi a reconstrução do Centro de Ensino São José de Ribamar, escola da rede estadual localizada na cidade de mesmo nome, que ganhou nova biblioteca, auditório, laboratórios, além de espaços administrativos.


“Não existe desenvolvimento sem investimento na educação”, disse Flávio ao entregar a escola. Nesta semana, outras três unidades escolares ainda serão entregues pelo Governo do Maranhão.

Uma por dia
Pedreiras, Peritoró, São João do Sóter, Aldeias Altas e São José de Ribamar são as cidades beneficiadas com as escolas nestes últimos oito dias.

As inaugurações promovidas pelas secretarias estaduais de Infraestrutura (Sinfra) e Educação (Seduc) começaram com a entrega de três unidades escolares em Peritoró e Pedreiras.

Em Peritoró, foram construídas duas Escolas Dignas em substituição a casebres de taipa e palha. No Povoado Bacuri, a população recebeu as novas instalações da Unidade de Ensino Municipal Juarez Nunes; e no povoado Santa Maria, agora as crianças estudam em novo prédio da Escola Municipal Gonçalves Dias.

“Estou muito feliz por receber essa escola para trabalhar com mais dignidade”, diz a professora Narcisa Correa após a entrega na comunidade Bacuri. “Essa escola é muito melhor que a outra onde a gente estudava antes”, afirma a aluna Ingrid Coqueiro sobre a nova unidade escolar.

Em Pedreiras, o Centro de Ensino Olindina Nunes Freire foi totalmente reconstruído e entregue aos estudantes, juntamente com 3.390 mil uniformes escolares. “As instalações são maiores, não vai ter lotação, tem ar condicionado, laboratório”, afirma a aluna Isabelle Lopes.

As entregas continuaram na sexta-feira (23), com mais uma unidade escolar reformada em Peritoró. O Centro de Ensino João Mohana recebeu ventiladores novos, sala de leitura, secretaria, diretoria, pátio e outros espaços revitalizados, em benefício a 680 alunos.

No sábado (24), foram inauguradas duas unidades construídas em Aldeias Altas: a Escola Municipal Dioclesiana de Morais Silva e Escola Municipal Antonio Gonçalves Dias. No mesmo dia, foi entregue em São João do Sóter a Escola Municipal Rogério da Silva Mota, também construída em substituição a unidade de taipa.


segunda-feira, 26 de junho de 2017

Mangabeiras é representado em encontro sobre alimentação escolar realizado em São Luís


Foi realizado nos dias 21 e 22 de junho, em São Luís, o “Encontro Técnico do Programa Nacional da Alimentação Escolar (Pnae)”. São Raimundo das Mangabeiras esteve representado no evento por Wilmara Cavalcante, nutricionista e Coordenadora de Nutrição Escolar, e por Maria Zelia, Coordenadora do Programa da Alimentação Escolar.

O encontro foi promovido pelo Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), em parceria com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), com o como objetivo capacitar gestores, nutricionistas e conselheiros de alimentação escolar vinculados Pnae, que tiveram a oportunidade de atualizarem seus conhecimentos em educação alimentar e nutricional, agricultura familiar e fazerem a integração de suas experiências e uma reflexão sobre a alimentação escolar nos municípios maranhenses.

Wilmara destacou a importância do papel do conselho de alimentação escolar, um dos temas do evento. “O encontro reforçou o papel do conselheiro como fiscal e auxiliador na melhoria da alimentação escolar. Se tivermos um conselho atuante, vamos enriquecer cada vez esse programa nos municípios e o FNDE disponibilizou para nós todos os conteúdos necessários para desenvolvermos esse trabalho”, ponderou.

A partir do mês de agosto, a Seduc, em ação conjunta com a Federação dos Municípios do Estado do Maranhão e União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação/Maranhão (Undime) realizará capacitações para profissionais da área, educadores e técnicos sobre o tema. Os municípios sedes dos eventos serão definidos pela Undime e Famem.

Proporcionar aos estudantes da rede municipal de educação acesso a uma alimentação escolar cada vez melhor é um dos compromissos do Governo do Povo. O investimento no aprimoramento profissional das equipes envolvidas com este importante setor da educação municipal é fundamental para que aja uma melhor aplicação dos recursos públicos da área, proporcionando assim uma educação ainda melhor.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Realizada abertura do São João do Povo em Mangabeiras; Programação segue até 1º de julho


Foi realizada nessa quarta-feira, 21 de junho, a abertura do São João do Povo de São Raimundo das Mangabeiras, com diversas atrações, como apresentações escolares, Junina Koroné, Neto do Conhá e Toca do Vale. O prefeito Rodrigo Coêlho, acompanhado da primeira-dama, Elmorane Coêlho, do vice-prefeito, Junior Batateira, e do secretariado prestigiou a festa e reafirmou compromisso de fortalecer cada vez mais as festividades culturais do município. A programação festiva segue até o dia 1º de julho, nas escolas e bairros e no Corredor Junino, na Praça do Mercado.

Em seu discurso, o prefeito Rodrigo Coêlho defendeu a realização de eventos como o ‘São João do Povo’ para movimentar a economia do município e atrair turistas. "Vamos fazer do São João de Mangabeiras o melhor e maior São João do Sul do Maranhão", enfatizou. Ainda no tocante à valorização cultural e incentivo ao turismo, o prefeito anunciou que haverá eventos em praça pública também no Festejo de São Raimundo Nonato. "Vai ser três noites de festa, 29, 30 e 31 [de agosto]", anunciou.

O vice-prefeito Junior Batateira também usou da palavra durante o evento, destacando o ineditismo do ‘São João do Povo’. “É uma satisfação muito grande estar aqui abrindo a primeira festa junina dessa envergadura no município”, sentenciou.

O São João do Povo é realizado através de parceria entre a Prefeitura Municipal e Governo do Estado do Maranhão. O evento está sendo coordenado pela Secretaria Municipal de Cultura, Juventude e Turismo, na pessoa do Secretário Jessé Resplandes, e Secretaria Municipal de Educação, na pessoa da Secretária Professora Teresinha Brito.

Entre estes dias 22 e 29, a programação será nas escolas e bairros. No dia 30 de junho e 1º de julho o evento volta para a Praça do Mercado, onde serão realizados shows e diversas apresentações escolares. No dia 30, sexta feira, haverá atrações artísticas escolares, show da Comitiva do Forró e Forró Ferroado; no dia 1º de julho, o encerramento será com apresentações escolares e shows com a dupla Ruan Victor e Rafael e Cláudio Ney e Juliana.

A primeira noite do São João do Povo demonstrou o potencial cultural e turístico do evento, tendo atraído a população para prestigiar e vivenciar as tradições juninas. As coreografias, danças, shows, a decoração e as diversas comidas típicas ajudam a manter viva as tradições nordestinas, proporcionando lazer e movimentando a economia local.







Veja mais fotos na Página da Prefeitura no Facebook


Procon orienta sobre obrigatoriedade de cartaz sobre diferença entre preço da gasolina e etanol

Foi a um posto de combustível, e ficou em dúvida se era mais vantajoso comprar gasolina ou etanol? O transtorno poderia ter sido evitado se o estabelecimento tivesse seguido o proposto na Lei Estadual nº 9.908, de 30 de agosto de 2013. Nela, torna-se obrigatória a disponibilidade de cartazes informando o percentual de diferença entre os preços.

No Art. 1º, da referida lei, é informado que os proprietários de postos de combustíveis são obrigados a afixarem, em seus estabelecimentos, um cartaz com a diferença, em percentual, entre o valor do litro da gasolina e o valor do litro do álcool (etanol), de modo que o consumidor possa avaliar qual deles é mais vantajoso na hora de abastecer.

O Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Estado do Maranhão (Procon/MA) orienta que o cartaz deve medir 60X30 cm, ser afixado em local de destaque e estar em cores de fácil visibilidade.

A informação sobre as diferenças de preço é um direito do cidadão que deve ser respeitado, segundo afirma o presidente do Procon/MA, Duarte Júnior. “Iremos fiscalizar todos os estabelecimentos para garantir o direito do consumidor à informação clara, precisa e inequívoca. É importante que o cidadão saiba dos seus direitos para que possa exigir seu cumprimento”, explicou.

Caso não cumpra o determinado, o estabelecimento está sujeito a uma advertência por escrito e uma multa de 05 (cinco) salários mínimos. Em caso de reincidência, os valores das multas serão elevados ao dobro.

Os valores provenientes das multas serão arrecadados pelo Tesouro Estadual e aplicados em programas de combate às drogas, conforme disciplina a referida lei estadual.

Para que você não fique no prejuízo, saiba a melhor forma de calcular sobre a melhor opção do momento. Veja:

- Divida o valor do litro do álcool pelo da gasolina. Se o resultado for menor que 0,7, ainda vale a pena abastecer com álcool. Se for maior, opte pela gasolina;

- Por exemplo: caso o litro do álcool custe R$ 1,50 e o da gasolina R$ 2,70, divida o primeiro pelo segundo;

- O resultado será 0,55 (menor que 0,7). Neste caso, vale a pena abastecer com álcool;

- Com base na lei n. 9.908/2013. o resultado desse cálculo deve ser disponibilizado ao consumidor para que possa identificar de forma rápida e prática qual o combustível mais vantajoso.

Governo do Maranhão chega à marca de 100 ambulâncias entregues à população


Apoio nos atendimentos e mais dignidade para a população que utiliza o sistema público de saúde nos municípios maranhenses com as novas ambulâncias entregues pelo Governo do Estado. A medida integra planejamento da gestão para reestruturar a saúde e estabelecer o trabalho parceiro com as prefeituras. Na solenidade, realizada nesta quinta-feira (22), no Palácio dos Leões, o governador Flávio Dino contemplou mais oito cidades com os veículos modernos e equipados ao atendimento de urgência e emergência. Somam 100 as ambulâncias já distribuídas e a meta é contemplar os 217 municípios até 2018.

O governador Flávio Dino pontuou a importância de mais este passo concretizado para que o Estado alcance um sistema de saúde melhor e enfatizou a necessidade de mais união, convergência e consenso entre as gestões com fins a promover as políticas do setor que atendam aos anseios da população. Ele sublinhou ainda que com essas 100 ambulâncias o Governo do Estado chega a marca de mais de uma ambulância entregue a cada dois dias em 2017.

“Os sistemas municipais hoje tem apoio de um veículo moderno para garantir que os pacientes sejam bem atendidos. Além da rede que nós mantemos no Maranhão, que eleva o investimento de R$ 120 milhões/mês. Nós estamos qualificando, melhorando os serviços de saúde com esses espírito de união e parceria”, realçou o governador.

“Estão contemplados os municípios que viviam maiores dificuldades para aquisição de transporte sanitário e com frotas muito deficitárias. As novas ambulâncias têm um diferencial pela sua tecnologia e por serem adequadamente estruturadas para fazer o transporte no sistema de saúde”, informou o secretário de Estado de Saúde (SES), Carlos Lula. Os veículos são pré-adaptados para funcionar como Unidade de Suporte Avançada (USA) e até Unidade de Terapia Intensiva UTI – Móvel.

Outro diferencial é o amplo espaço das ambulâncias, podendo acomodar pessoas sentadas e também em pé. “Aos municípios que quiserem estruturar unidades avançadas, terão todas as condições. É mais uma etapa do projeto de Governo que está promovendo uma verdadeira mudança na saúde do Maranhão”, enfatizou o gestor.

Em São João do Paraíso, o veículo vai atender casos de alta complexidade, descongestionando a saúde básica, que atualmente recebia a demanda. “O veículo que temos está sucateado, defasado e não comporta a demanda de usuários. Essa ambulância vem somar conosco que, assim como os demais municípios pequenos, enfrenta graves problemas de deslocamento e atendimento”, destacou o prefeito Roberto Régis de Albuquerque. O veículo servirá para suprir os cerca de 250 atendimentos mensais no município.

Para o prefeito de Cajapió, Marconi Pinheiro, a ambulância vai garantir um transporte com mais dignidade aos pacientes. “É um veículo com uma grande estrutura que nunca tivemos no município. Esse é um momento importante, pois teremos uma condição muito melhor no oferecimento deste serviço aos usuários”, destacou. Na cidade são duas ambulâncias antigas e sem a estrutura necessária. Com o novo veículo serão priorizados os casos de maior emergência com deslocamentos para unidades da capital.

“Agradecemos o governador por esse apoio que chega em uma hora boa, pois, não temos ambulância adequado e uma grande demanda por este transporte”, ressaltou o prefeito de Buritirana, Vagtônio Brandão. No município são realizadas a média de quatro viagens diárias para outras cidades, como Imperatriz e a capital, dependendo da urgência. Outras cidades a receberem ambulâncias foram Joselândia, Montes Altos, Pinheiro, Ribeirãozinho e São Luís, esta última que servirá à Unidade de Pronto Atendimento – UPA do Araçagi.

A ambulância chega em momento primordial para o município de Governador Edson Lobão – Ribeirãozinho, que atualmente possui dois veículos sem qualquer condição de uso. “As duas ambulâncias que temos hoje estão em desuso, com o motor batido e não tínhamos como atender nossa população. Agradecemos ao governador Flávio Dino por esta parceria constante e vamos conseguir mais. Com esse veículo teremos um melhor atendimento à população”, enfatizou o prefeito Geraldo Braga. Serão mais de 20 mil habitantes diretamente beneficiados com a ambulância nos atendimentos de média e alta complexidade.

A solenidade contou com presenças dos prefeitos Wabner Soares (Joselândia), Ajuricaba Sousa de Abreu (Montes Altos), João Luciano Soares (Pinheiro); os deputados estaduais Othelino Neto, Marco Aurélio, Ana do Gás, Valéria Macedo, Fábio Braga; do deputado federal Cleber Verde; e dos secretários de Estado Marcelo Tavares (Casa Civil).

Estrutura

As ambulâncias são equipadas com duas macas, duas pranchas, um umidificador, cadeira de rodas, cilindro e bala de transporte para oxigênio – em caso de atendimento fora do veículo. Ainda na lista de equipamentos, as ambulâncias contam com respirador, monitor cardíaco, desfibrilador e medicamentos. Possuem sistema de monitoramento contínuo, para prestar socorro a pacientes potencialmente graves ou com descompensação no sistema orgânico. Foram investidos R$ 1,2 milhão para aquisição das ambulâncias.

Caravana estreita parceria entre governo estadual, micro e pequenos empresários de Imperatriz


A 5ª edição da Caravana para o Desenvolvimento Empresarial chega à Imperatriz levando, aos empresários, dois dias de vasta programação. Nesta quarta (21) e quinta-feira (22), além do debate com secretários e representantes de órgãos do Governo do Estado, em que foi possível apresentar demandas e conhecer os investimentos, os empresários da segunda maior cidade do Maranhão contaram com vários serviços para impulsionar os negócios.

Com 22.158 empresas registradas, Imperatriz é a segunda cidade do estado com maior ação empreendedora. E a Caravana chegou aos municípios para estreitar ainda mais a relação de parceria entre Governo do Estado e o segmento. “Chegamos à Imperatriz para dialogar com diversos segmentos empresariais, que enxergam na condução do governador Flávio Dino uma condução ideal para o desenvolvimento do Maranhão”, defendeu o secretário de Estado de Indústria e Comércio.

A abertura oficial do evento aconteceu na noite de quarta-feira (21), quando os titulares e representantes de pastas apresentaram os investimentos e ações do Governo do Estado e participaram de debate com a classe empresarial. Entre os vários pontos debatidos, o secretário de Estado de Fazenda, Marcellus Ribeiro, destacou o tema tributação, mostrando incentivos fiscais importantes para determinados segmentos, dentre eles o programa Mais Emprego. “Estas são formas de incentivar o desenvolvimento do estado, um movimento contra a crise que se instalou no país”, pontuou.

Outro ponto debatido no encontro com os empresários, foi a Segurança Pública. O subsecretário de Estado de Segurança, Saulo de Tarso, apresentou a importância do Corpo de Bombeiros e os avanços na área em Imperatriz, que passou 21 dias sem registros de homicídios, tendo uma redução de 35% somando-se os cinco primeiros meses do ano, em comparação ao ano passado. “O segmento empresarial também merece atenção especial da Segurança Pública, sobretudo com relação às atividades do Corpo de Bombeiros. Não existe nenhum segmento empresarial ou comercial sem a participação do Corpo de Bombeiros na sua forma técnica. Além disso apresentados dados sobre a prevenção da criminalidade na cidade, a gente tem dados significativos que fortalecem os dados de redução dos índices criminalidade na região Tocantina, sobretudo em Imperatriz”, relatou.

Esta foi, segundo o presidente da Associação Comercial e Industrial de Imperatriz, Hélio Araújo, uma iniciativa inédita, já que foi a primeira vez que uma gestão Estadual foi ouvir de forma direta e articulada as demandas. “É importante que a gente crie sempre esse diálogo entre a iniciativa pública e a iniciativa privada. Nós, o empresariado de Imperatriz, estamos entendendo que o Estado veio aqui para dialogar com a gente, para ver quais são os nossos questionamentos, e para daí a gente dar uma condição para que o Estado resolva alguns dos problemas que são criados em função da alta burocracia”, relatou o empresário.

Serviços

Durante toda a quinta-feira foram oferecidos serviços diversos. A Junta Comercial do Maranhão (Jucema) disponibilizou informações para simplificar serviços relacionados ao registro de empresas, e ainda prestou orientação sobre o sistema Empresa Fácil e benefícios que o programa proporciona aos 121 municípios integrados, além de outros tantos serviços. Já a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) também esteve presente prestando apoio ao licenciamento ambiental, explicando os procedimentos para aquisição e acompanhamento da expedição do documento.

Além disso, o empresariado pôde obter mais informações e se inscrever em importantes programas do Governo. Entre estes, o ‘Maranhão Juros Zero’, onde a gestão convenia com uma entidade financeira para conceder crédito de até R$ 20 mil sem juros; ‘Mais Empresas’, que concede redução da carga tributária ao empresário que deseja instalar ou ampliar seu negócio; ‘Maranhão Mais Produtivo’, que oportuniza às micro e pequenas empresas instaladas no Maranhão, facilitando o acesso a novos mercados); e o ‘Mais Empregos’, onde, a cada novo emprego gerado, o Governo concede crédito de R$ 500 no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Também esteve presente no evento o Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial do Maranhão (Inmeq-MA), realizando atendimento e palestras. Proprietário de um posto de combustível, João Junior participou da palestra ‘Normas do Inmetro para Bombas medidores de combustíveis’ e defendeu que o órgão deve fiscalizar, mas também aliar a isto, a oferta de capacitação.

“A iniciativa é interessante, porque a gente tem um déficit de conhecimento e às vezes a gente acaba pecando não por má fé, mas por falta de conhecimento. E quando a gente quer buscar informação, acaba tendo que ir à capital, ou buscar fora, ao trazer para Imperatriz, facilita muito, tanto para os donos de postos, quanto para os consumidores, que receberão o produto da maneira correta”, argumentou.

A presidente da Federação da Câmara de Dirigentes Lojistas, Socorro Noronha, participou da Caravana e elogiou a iniciativa da gestão estadual. “O Governo do Estado tem demonstrado uma grande preocupação em manter o diálogo com o empresariado. E é uma demanda do empresariado esse contato com as principais secretarias e membros do Governo do Estado. E o governador Flávio Dino tem sido sensível a essa demanda é uma das primeiras medidas foi a criação do Cema, que é o Conselho Empresarial do Maranhão, onde as principais entidades de classe tem acento e onde são discutidas todas as demandas do estado para que, conjuntamente com o secretariado e com o governador, se procure as melhores soluções para o desenvolvimento do nosso estado, e principalmente do nosso varejo e indústria”, defendeu.

terça-feira, 20 de junho de 2017

Realizado I Jogos Escolares Mangabeirenses – JEMAN; Campeões disputarão etapa regional do JEMs


Foi realizado neste final de semana, entre os dias 16 e 18, os Jogos Escolares Mangabeirenses (JEMAN), coordenado pelas Secretarias Municipais de Educação, de Esporte e Lazer e de Governo. A competição garantiu vagas para a etapa regional dos Jogos Escolares Maranhenses (JEMs), a ser realizada em Presidente Dutra, em data a ser definida. É a primeira vez que São Raimundo das Mangabeiras adere aos JEMs, a maior competição estudantil esportiva do estado.

O prefeito Rodrigo Coêlho participou do encerramento do evento, momento em que reafirmou compromisso de incentivar políticas públicas voltadas às atividades esportivas. O prefeito informou que dará continuidade as obras das quadras de esportes já iniciadas e que estão sendo elaborados projetos para a reforma do ginásio e para a reconstrução do campo de futebol. “Tenho certeza que, no decorrer desses quatro anos, cada ano que se passará nós estaremos aplicando mais recursos, transformando a vida dos jovens mangabeirenses”, ressaltou.

O Secretário de Esporte e Lazer, Armando Arruda, considerou o evento “nota mil”. Ele informou que vai trabalhar para fortalecer cada vez mais o JEMAN, incluindo outras modalidades na competição. “Nós conseguimos movimentar a cidade, dando a oportunidade para toda a juventude”, opinou.

A Secretária de Educação, Professora Teresinha Brito, avaliou que a forma ativa como os estudantes e a sociedade participaram do evento reforça a importância do esporte na escola. “É disso que os jovens gostam, é disso que eles precisam e pode ser, quem sabe, uma forma do jovem permanecer na escola, de diminuirmos a evasão e a repetência, para que ele possa se perdurar na escola até a conclusão do ensino fundamental”, destacou.

Oito escolas participaram do JEMAN, sete municipais e uma estadual: Ceci Teixeira, Dom João Bosco, Dom Rino Carlesi, José Pinto de Meneses, Manoel da Silva Costa, Padre Fábio Bertagnolli, São Luís Gonzaga e São Raimundo Nonato. Foram disputadas vagas em duas modalidades, futsal e futebol, divididas em duas categorias, sub-14 e sub-17.

No futebol, a escola Dom João Bosco foi campeã na categoria sub-14 ao vencer a Escola Manoel da Silva Costa por 1 X 0. A escola São Luís Gonzaga, do Povoado Vale Verde, foi campeã sub-17 ao vencer a Escola São Raimundo Nonato por 2 x 1.



No futsal, a Escola Manoel da Silva Costa foi campeã na categoria sub-14 ao vencer a Escola Padre Fabio Bertagnolli por 4 x 1. A Escola São Raimundo Nonato foi campeã sub-17 ao vencer a Escola Manoel da Silva Costa por 2 x 0.

A competição contou ainda com uma partida de futsal feminino, foi disputada entre as escolas Dom Rino Carlesi e Dom João Bosco. A partida foi vencida pela escola Dom Rino Carlesi, por 4 x 0. Para os próximos anos, a gestão trabalhará para que outras modalidades sejam inseridas e para garantir a participação do maior número possível de estudantes, tanto gênero masculino quanto feminino.

O evento contou ainda com o apoio da Secretaria de Saúde, que disponibilizou uma ambulância com equipe técnica para ficar de prontidão nos locais das competições, garantindo maior segurança aos atletas.

A competição reafirmou o compromisso da gestão municipal com a melhoria dos índices educacionais, entendendo que o incentivo ao esporte é fundamental para elevar a autoestima dos estudantes e consequentemente melhorar o desempenho destes. Com dedicação e planejamento, a gestão está trabalhando para inovar com políticas públicas que ajudem a garantir uma vida melhor para as presentes e futuras gerações.







Veja mais fotos na Página da Prefeitura no Facebook




Obras da Casa de Apoio Ninar, em São Luís, entram na reta final


O Governo do Estado deu mais um passo importante na assistência a saúde das crianças maranhenses. As secretarias de Estado da Saúde (SES) e da Infraestrutura (Sinfra) estão finalizando a reforma da Casa de Veraneio do Estado para a implantação de uma extensão do Centro de Referência em Neurodesenvolvimento, Assistência e Reabilitação de Crianças (Ninar). O local acolherá crianças diagnosticadas com microcefalia e outras patologias neurológicas que necessitem de acompanhamento multiprofissional para reabilitação.

“A Casa de Apoio Ninar é uma obra de grande simbologia. Trabalhamos com muita determinação, zelo, capricho e atenção especial tendo em vista esse simbolismo em transformar um espaço público que era usado para festas e agora será utilizado na área da saúde, onde vai atender crianças que precisam de cuidados especiais”, destacou o secretário de Estado de Infraestrutura, Clayton Noleto.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, reforçou o objetivo do equipamento. “Com a implantação da Casa de Apoio do Ninar, o governo, além de destinar um funcionamento adequado ao prédio público, promove uma mudança real no cotidiano de maranhenses, especialmente de mães de crianças com microcefalia. Com ações como essa, o poder público estadual privilegia quem realmente deve ser privilegiada, que é a população, que merece acesso a serviços como esses que serão oferecidos aqui”.

A área, com cerca de 6 mil metros quadrados, tem consultórios para atendimentos da equipe multidisciplinar composta por médicos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas, assistentes sociais, nutricionistas, farmacêuticos, educadores físicos, enfermeiros, psicólogos e psicopedagogos. A Casa de Apoio do Ninar está localizada na Praia de São Marcos e funcionará como suporte especialmente para as famílias que vêm do interior do Maranhão realizar tratamento e que não têm onde ficar.

A Sinfra concluiu toda a parte de estrutura física com salas de acolhimento, consultórios médicos, espaços para reabilitação em fisioterapia, terapia ocupacional, laboratórios para exames e estudos das enfermidades relacionadas ao atendimento prestado pelo Centro. Além de atender a famílias de pacientes com problemas de neurodesenvolvimento, o local oferecerá espaços adaptados para atividades lúdicas, reabilitação e psicomotricidade em áreas externas, como quadras e piscina. A SES fará, agora, a parte de montagem dos equipamentos.

Governo entrega reforma de escola em Pedreiras que estava abandonada havia mais de 5 anos


Compromisso assumido pelo governador Flávio Dino no ano passado, a reforma do Centro de Ensino Olindina Nunes Freire, em Pedreiras, foi entregue nesta segunda-feira (19). A reconstrução da unidade, que estava abandonada há mais de cinco anos, vai beneficiar cerca de 600 alunos do Ensino Médio e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e faz parte do Escola Digna, maior programa de investimento educacional da história do Maranhão. Na ocasião, o Governo do Estado fez a entrega de 3.390 uniformes escolares para os estudantes pedreirenses.

Em abril de 2016, o governador Flávio Dino esteve em Pedreiras para inaugurar o primeiro Restaurante Popular do Maranhão fora da capital e atendeu integrantes da União Pedreirense de Estudantes para tratar sobre as obras do C.E Olindina Nunes Freire, paralisadas há mais de cinco anos. Na ocasião, ele garantiu que a escola seria uma das 600 que estão sendo contempladas com reforma e manutenção no âmbito do programa Escola Digna.

Em seu discurso, o governador Flávio Dino lembrou da sua última visita ao município e o compromisso assumido com a comunidade escolar de Pedreiras. “E quero aqui agradecer aos alunos, funcionários e professores, que são os grandes responsáveis por essa mudança”, destacou, enfatizando que uma sociedade só pode melhorar se houver evolução na educação.

Com mais essa entrega, o Governo mantém a média de uma escola construída, reconstruída ou reformada a cada dois dias de Governo. “Todo mundo fala sobre educação no palanque e depois esquece. Nós estamos mostrando isso na prática. Se fizessem o que a gente está fazendo, as escolas não estariam do jeito que estão. Mas, das 1200 escolas estaduais, nós já fizemos intervenções na metade. E todas as escolas vão ter o tratamento que merecem até o final de 2018”, ressaltou Flávio Dino.

Os alunos do Centro de Ensino Olindina Nunes Freire agora terão espaço mais digno para a aprendizagem. Com a reforma, a unidade voltará para o prédio histórico, que tem 40 anos, e já foi referência para toda a região do Médio Mearim. Atualmente, a unidade funciona em um local de apenas seis salas. O novo espaço possui 20 salas e terá capacidade para atender mais de dois mil alunos após o investimento de R$ 2,1 milhões para reforma geral e ampliação de espaços, como a reconstrução do muro, instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias, reforma do piso, pintura geral e novo telhado.

A aluna Isabelle Lopes, do 2º ano do C.E Olindina Nunes Freire, era só alegria durante a solenidade de inauguração da nova escola. “Estava todo mundo muito ansioso. Muda muita coisa porque para começar do conforto que a gente vai ter. As salas são maiores. No antigo prédio, por exemplo, tinha uma base de 50 alunos em cada sala e aqui a gente vai poder dividir. Os ares-condicionados, tem laboratório de informática, de química, biblioteca, o espaço é muito maior e relação ao conforto é muito melhor para o nosso aprendizado”, realçou a estudante.

Niciele Aguiar representou todos os alunos da escola e, em seu discurso, pediu zelo aos seus amigos porque essa foi uma conquista grande para toda a comunidade de Pedreiras. “Sabemos da crise que o nosso país está enfrentando. E, é sim, uma grande conquista e agora cabe a nós alunos valorizarmos aquilo que é nosso. Estou muito feliz assim como todos estão aqui. É uma grande conquista. Muitas pessoas não acreditavam que isso seria possível”, sublinhou.

Outros investimentos

A passagem do governador Flávio Dino por Pedreiras marcou também o anúncio de mais investimentos. Na ocasião, ele anunciou a construção de uma quadra coberta para o C.E Olindina Nunes Freire, além de R$ 4 milhões para o abastecimento de água para toda a cidade e mais uma etapa do programa Mais Asfalto.

Programa ‘Mais Renda’ tem início em Santa Inês

O Governo do Estado iniciou, na segunda-feira (19), da primeira etapa de execução do Programa ‘Mais Renda’ na cidade de Santa Inês. Sob a coordenação da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes), a ação tem como objetivo principal garantir a inclusão socioprodutiva de trabalhadores informais do Maranhão, por meio da qualificação profissional e de melhor estruturação de seus pequenos empreendimentos, nas áreas da alimentação e beleza.

A primeira etapa de execução do Programa é realizada a apresentação da ação aos técnicos do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), aos servidores da Secretaria do Desenvolvimento Social do município e à comunidade local. Depois, quem tiver interesse em participar e atender aos requisitos do programa, poderão se inscrever, entre 19 a 22 deste mês, no auditório da Prefeitura de Santa Inês.

Após inscrição, os candidatos irão passar por um processo de seleção, por meio do qual todos os dados informados serão analisados pela equipe de técnicos do ‘Mais Renda’. O secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Neto Evangelista explica que o ‘Mais Renda’ contribui para a diminuição da desigualdade social e gera oportunidade de desenvolvimento econômico para as famílias beneficiadas.

“O Governo pretende fortalecer e priorizar cada vez mais as ações que, assim como o ‘Mais Renda’, têm a função combater as diferenças sociais. O programa, implantado em 2015, já beneficiou mais de 700 trabalhadores informais em todo o Maranhão e vamos continuar trabalhando para que mais famílias possam ser contempladas com a ação, na busca de uma vida mais digna e justa por meio do seu próprio trabalho”, disse Neto Evangelista.

Segundo o gestor de Fomento às Atividades Produtivas da Sedes e coordenador estadual do Mais Renda, Fábio Corrêa, foram destinadas, para Santa Inês ,100 vagas, sendo 75 para os beneficiários que trabalham com a venda de alimentos (lanches, churrasquinho, tapioca, etc.) e 25 para os que trabalham no ramo da beleza (cabeleireiros, manicures e pedicures).

Para a manicure Raimunda Reis, que trabalha há 23 anos no ramo, participar do ‘Mais Renda’ é uma oportunidade de melhorar sua renda e, com isso, oferecer à sua família uma vida mais digna. “A expectativa é grande. Já ouvi tanto falar do programa e de como ele ajudou trabalhadores como eu, a melhorar de vida com o aumento dos lucros. Espero que aconteça comigo também”.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...