lomadee

terça-feira, 27 de junho de 2017

Investimentos na agricultura familiar elevam renda de agricultores


Pequenos agricultores do Maranhão estão recebendo investimentos do Governo do Maranhão por meio de serviços e obras que favorecem a agricultura familiar, como treinamentos e assistência, o que garante a eles mais renda, além de alimentos saudáveis à população. Entre as ações estão o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e os Restaurantes Populares estimulam a atividade de famílias que vivem do trabalho agrário no Maranhão.

Este ano, foram investidos R$ 11 milhões no PAA, com a aquisição de alimentos, pelo Governo do Maranhão, diretamente dos agricultores familiares. Os produtos vão para os Restaurantes Populares e outras iniciativas sociais. Por meio do Pnae, a produção da agricultura familiar é investida na merenda dos estudantes da educação básica matriculados em escolas públicas.

O presidente da Associação dos Trabalhadores Rurais da Mata, Abdon Sá Menezes, participa das ações. “Antes, o que eu e minha família produzíamos mal dava para o nosso sustento. Hoje, a produção e a venda evoluíram radicalmente. É muito bom ter a certeza de que tudo o que plantamos será vendido; antes não tinha essa segurança”. A unidade presidida por Abdon Sá Menezes, no município de São José de Ribamar, é referência na produção sem agrotóxicos. Toda semana, ele, a mulher e três filhos colhem e vendem alimentos que são usados pelo Governo do Maranhão para alimentar pessoas com baixa renda e na merenda escolar de crianças.

“Com o apoio do governo ganha o pequeno agricultor e a população. Trabalhamos com o que gostamos, e com seriedade, para fornecer alimentos saudáveis, sem agrotóxicos, destinados para entidades carentes e para a merenda escolar. Temos o compromisso de zelar pela saúde dessas pessoas”, explicou o agricultor.

Outros pequenos agricultores, no interior do estado, também ganharam mais motivação. Para eles, ações como o PAA, um dos principais canais de comercialização direta de alimentos vindos do produtor rural, são importante para ampliar a renda familiar.

A agricultora Adriana Moreira, do povoado Grota de Lages, no município de Santa Filomena plantava aleatoriamente e o que dava para colher vendia de porta em porta. “Hoje, eu tenho uma assistência técnica que acompanha o desenvolvimento do meu trabalho, aprendi técnicas de produção e a renda da minha família melhorou bastante”.

Restaurante Popular


Os alimentos da agricultura familiar estão, também, abastecendo as cozinhas comunitárias e os Restaurantes Populares, onde são servidos, a R$ 2, cardápios balanceados e saborosos. Além do baixo custo e instalações confortáveis e higiênicas, os Restaurantes Populares oferecem opções de cardápios saudáveis. Em todo o estado, mais de 18 mil refeições são servidas diariamente.

“É uma comida balanceada, tem nutricionista, é muito gostosa e barata. Isso faz muita diferença para a gente que é autônomo, que não tem um salário certo e tem uma criança para criar. Está tudo muito caro e a economia que a gente faz aqui ajuda a comprar as fraldas durante o mês”, diz Gracielma Fernandes que, pelo menos três vezes por semana, frequenta o restaurante popular junto com o marido e a filha que tem um pouco mais de um ano de idade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...