lomadee

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Profissionais de saúde são qualificados para o projeto Zero Morte Materna


Com investimentos em diversas ações para o fortalecimento da rede materno-infantil, a parceria do Governo do Estado, Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) permitirá também a intensificação do fortalecimento da assistência e de boas práticas na atenção ao parto e nascimento, com o desenvolvimento do projeto Zero Morte Materna, inicialmente, na região Tocantina.

Em Imperatriz, esta semana, técnicos da Saúde participaram da I Oficina Estadual Zero Morte Materna por Hemorragia. A oficina é a primeira de um total de seis e reuniu, na primeira edição, profissionais que trabalham diretamente na assistência ao parto e nascimento, entre eles médicos e enfermeiros obstetras do Estado.

A 1º Oficina contemplou profissionais das regiões de Açailândia, Balsas, Barra do Corda e Imperatriz, qualificando assim os Hospitais e Maternidade do Sul do Maranhão, para o enfrentamento das hemorragias pós-parto.

O Governo do Estado assumiu o compromisso com a redução da mortalidade e morbidade materna e uma série de ações têm sido implementadas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) na área. O desenvolvimento do projeto Zero Morte Materna busca fortalecer as competências dos profissionais para melhorar a qualidade da atenção às mulheres em situação de hemorragia pós-parto.

“O projeto Zero Morte Materna é uma forma de buscarmos eliminar os casos de mortalidade materna por hemorragia que ainda acontecem, não somente aqui no Maranhão, mas no Brasil. Então, durante o treinamento os profissionais estão se atualizando quanto aos protocolos de atendimentos para pacientes nesta condição, para que quando casos como esses venham a acontecer, eles estejam preparados para combater a hemorragia e salvar a paciente”, explicou o secretário adjunto da Política de Atenção Primária e Vigilância em Saúde , Marcelo Rosa.

Mais de 70 profissionais participam do treinamento, que também será realizado em outras regionais do estado. “O objetivo da Secretaria da Saúde é cobrir todo nosso território com essas oficinas, então, além de Imperatriz, estamos definindo mais 3 ou 4 regionais para realizar o treinamento com os profissionais e deixar nossas equipes de atenção à saúde da mulher devidamente capacitadas”, disse Marcelo Rosa.

Oficina

A oficina trata do treinamento em técnicas de manutenção e manejo em hemorragia pós parto. Nesta terça-feira (26) e quarta-feira (27), em Imperatriz, a capacitação incluiu abordagens sobre intervenções exitosas de promoção, prevenção, diagnóstico e tratamento de hemorragias com o objetivo de reduzir mortes maternas por essa causa.

A médica Débora Bagatin é uma das 70 profissionais que participou da oficina. “É muito importante a iniciativa, porque ele vai explicar o manejo, a melhor forma de contribuir com essa mulheres, para que a gente possa salvar a vida delas”, contou.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...